Modelo para reserva dos Labs Móveis

2 Comentários

Olá a Todos,

As reservas dos Labs móveis devem serem feitas, preferencialmente com uma semana de antecedência.

Segue o modelo da ficha para reserva dos Labs móveis.
————————————————————————————————————-
NÚMERO DE EQUIPAMENTOS:
TIPO DO EQUIPAMENTO:
ANO-CURSO-TURMA:
TURNO:
DATA:
AULA:
SALA:
PROFESSOR:
MATÉRIA:
APLICATIVO / PROGRAMA:
OBS:
————————————————————————————————————-

Exemplo de uma reserva preenchida.
————————————————————————————————————-
NÚMERO DE EQUIPAMENTOS: 20
TIPO DO EQUIPAMENTO: Notebooks
ANO-CURSO-TURMA: 4-INFO-A
TURNO: Manhã
DATA: 01/02/2014
AULA: 2a. Aula
SALA: 01
PROFESSOR: Marcelo Gasparin
MATÉRIA: Robótica
APLICATIVO / PROGRAMA: Movie Maker
OBS: (Na OBS deve estar uma breve descrição do desenvolvimento da aula).
————————————————————————————————————-

Abraço a Todos e tenham ótimas aulas!

O que o aluno pode fazer para aprender.

Deixe um comentário

Olá a Tod@s,

Uma dica para Pais e Alunos refletirem!

Comparação com o computador.

Quando vc faz um trabalho ele fica na memória virtual do computador e para não perder esse trabalho vc deve clicar no botão salvar.

O aluno quando estuda, o aprendizado fica na sua memória temporária (virtual), para que esse estudo seja fixado (salvo) ele deve dormir no horário correto (botão salvar).

Esse processo ajudará o aluno, a estar sempre disposto e pronto para estar sempre aprendendo e após fixando bem esses conhecimentos.

Abraço a Tod@s!


Att.
Marcelo Gasparin
www.mgasparin.com
( via Celular )

Com mudança pedagógica, o celular pode ser o melhor aliado do professor

Deixe um comentário

Com mudança pedagógica, o celular pode ser o melhor aliado do professor – http://go.shr.lc/1K3JKYC via @tiespecialistas


Att.
Marcelo Gasparin
www.mgasparin.com
( via Celular )

Professor: aprendendo a ensinar com a tecnologia

Deixe um comentário

Professor: aprendendo a ensinar com a tecnologia

Figura - Professor: aprendendo a ensinar com a tecnologia

A missão de ensinar é muito anterior à criação das primeiras instituições educadoras da história. Antes mesmo do desenvolvimento da escrita, processos comunicacionais de fala e gestos tiveram importante função de repassar aquilo que era considerado importante e, a necessidade de nomear pessoas específicas para ensinar, já aconteceu no Antigo Egito.O papel e a atuação do professor já não é há muito tempo a mesma do passado. Especialistas em comunicação já consideram o uso das tecnologias nas salas de aula um caminho sem volta. Porém, ela depende essencialmente dos professores para dar certo. Isso porque eles precisam dominar os aplicativos para obter ganhos reais para a prática pedagógica e conseguir realmente impactar os alunos de forma benéfica.

O professor deve saber aliar seus conhecimentos acadêmicos com as novas plataformas digitais. A tecnologia pode e deve facilitar o seu trabalho, instigando a troca de informações e conhecimentos, além de fornecer uma análise mais completa e precisa de cada estudante.

Pesquisa divulgada pelo Comitê Gestor da Internet mostra que a falta de conhecimento do professor ainda é o maior argumento para explicar o pouco uso de tecnologias na sala de aula. Muitas vezes, eles evitam usá-las por medo de não as dominar. Os educadores não foram preparados para usar tecnologias digitais em sala e os que ainda estão em graduação também não estão sendo preparados.

É uma deficiência na formação inicial, pois as faculdades de educação das universidades não ensinam sobre inovação pedagógica. Além da falta do incentivo correto, essa falta de conhecimento é também uma questão de quebra de paradigmas e de mentalidade. Os professores estão acostumados com um método de ensino e não se preocupam em atualizá-lo e aperfeiçoa-lo de acordo com o atual contexto que vivemos. Quem sai perdendo são os próprios alunos e a educação como um todo.

Acredito que todos os mestres em educação deveriam trazer para dentro das salas de aulas, sistemas de ensino que se baseiam no uso de dispositivos móveis, como smartphones, tablets, além do uso de redes sociais e jogos digitais. Assim, o professor consegue direcionar o conteúdo pedagógico de forma mais personalizada e acompanhar cada aluno individualmente.

Esse conceito já é aplicado em diversas instituições pelo mundo, principalmente, nos Estados Unidos. Um número cada vez maior de professores norte-americanos investe, cada vez mais, em ferramentas e dispositivos para educar os alunos, usando recursos tecnológicos. Resultados expressivos são alcançados e o rendimento do aluno aumenta de forma expressiva, de acordo com pesquisas norte-americanas sobre o assunto, desenvolvidas pela Pew Research Center e oHole in the Wall.

Outro conceito educacional que vem ganhando muitos adeptos é a “Aula invertida” (Flipped Classroom) que consiste em fazer os alunos aprenderem por si próprios, o conteúdo fora da sala de aula (em casa) através de textos, vídeos e qualquer material tecnológico disponível, deixando a sala de aula para discussão, atividades em grupo, resolução de dúvidas e tarefas mais criativas que requerem realmente a presença e conhecimento do professor e fomentam a criatividade e pensamento crítico dos alunos.

A aprendizagem com auxílio da tecnologia pode, de fato, fazer uma diferença positiva na forma como os alunos instruem-se. Quando usada da maneira correta pelo professor, o aluno pode aprender e se engajar mais. Precisamos entender que a educação é o maior agente de transformação da sociedade e, por isso, os educadores também precisam estar em constante aprendizado.

[Crédito da Imagem: Tecnologia – ShutterStock]

FONTE: Professor: aprendendo a ensinar com a tecnologia on TI Especialistas.


Abraço a Tod@s.

Prof. Marcelo Gasparin
www.mgasparin.com

"Que o Professor tenha talento de se fazer amar e temer, e com isso nunca será obrigado a fazer advertências e a punir!" (Peregrino, 1839).

Caderno de Desenhos

Deixe um comentário

Tayasui Sketches + de Tayasui.com
https://appsto.re/br/2j-cO.i


Att.
Marcelo Gasparin
(via iPad)

Professor veja como os dispositivos eletrônicos podem ser adotados em aula

Deixe um comentário

Confira tendências tecnológicas que já podem ser usadas nas escolas


Fonte: Shutterstock

A tecnologia conquista cada vez mais espaço no cotidiano e as escolas já sentem sua presença. No passado, quando as tecnologias ainda não eram muito desenvolvidas, eram excluídas do ambiente escolar. Hoje, seu avanço pode representar mudanças positivas para o aprendizado.

A inserção de tecnologias no ambiente escolar é importante para a geração de alunos que nasceu após o advento da internet. Os dispositivos eletrônicos fazem parte da vida dos alunos, que podem então auxiliar seu aprendizado. Aprender com base em livros, caneta e papel ainda é eficaz, mas ter a sensibilidade para perceber o interesse dos alunos nas tecnologias e como isso pode aprimorar as aulas também é importante.


Veja baixo como as tecnologias podem ser conciliadas aos estudos:


1. Aplicativos

Os recursos disponibilizados por smartphones são utilizados com frequência pelos alunos. Há aplicativos voltados para os estudos e organização diária, assim como aplicativos destinados exclusivamente a professores. O celular em sala de aula permite também que o aluno traga materiais complementares ou tire dúvidas com praticidade.


2. Cursos online

Os cursos online trazem praticidade aos alunos, que podem estudar direto de casa ou de onde estiverem. Conforme maior a idade dos alunos, maior é a vontade deles de utilizar esse recurso, pois podem conciliar as aulas com outras atividades. A procura por cursos online aumenta e algumas escolas já adotam o recurso com aulas online em determinados dias da semana.


3. Aulas de programação

Muitos alunos não se contentam em apenas saber utilizar os recursos tecnológicos que lhes são disponibilizados. Eles querem entender também o funcionamento deles para criarem novos recursos. O uso de tecnologias é tendência mundial e trazer aulas de programação pode direcionar carreiras para a área de Tecnologia da Informação ou Ciências da Computação.


4. Redes sociais

As redes sociais estão presentes no cotidiano dos alunos e podem ser utilizadas como suporte educacional. Criar grupos da sala de aula ou para debates no Facebook, por exemplo, concilia a natural utilização das redes sociais pelos alunos à continuidade do aprendizado fora da sala de aula. A interação entre os alunos pode desenvolver habilidades como criatividade e colaboração também.

Leia também:
» Professor como lidar com alunos difíceis
» Professor: como engajar os alunos mais desinteressados da sua classe
» Todas as notícias de Educação

Att.

Marcelo Gasparin
www.mgasparin.com

"A única maneira de fazer um excelente trabalho é amar o que você faz!" (Steve Jobs).

6 novos cursos em português – Inscreva-se hoje

Deixe um comentário

Cursos online gratuitos, em português!

ola

Inscreva-se em um curso perfeito para você
O Coursera celebra o início de seis novos cursos em português, alguns deles desenvolvidos por duas das universidades mais famosas do Brasil e do mundo: USP e Unicamp.
Inscreva-se hoje, comece o aprendizado, e obtenha um certificado oficial de conclusão.

Veja todos os cursos

Cursos disponíveis

Processamento Digital de Sinais – Amostragem
Universidade Estadual de Campinas
Comece agora mesmo
 UNICAMP

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

Gestão para a Aprendizagem: Módulo Gestão Estratégica
Fundação Lemann
Inscreva-se: Início em 18 de maio

Lemann

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

O
Empreendedorismo
e as Competências do Empreendedor

Universidade de São Paulo
Inscreva-se : Início em 19 de maio

USP

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

História da Contabilidade
Universidade Estadual de
Campinas
Inscreva-se: Início em 27 de julho
UNICAMP

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

Cursos inteiramente traduzidos

Aprendendo a aprender
University of California, San Diego
Comece agora mesmo

UCSD

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

Negociações de sucesso
University of Michigan
Comece agora mesmo

University of Michigan

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

Copyright (c) 2015 Coursera, Inc | 381 E. Evelyn Avenue, Mountain View, CA 94041 USA

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

Abraço a Todos e aproveitem os cursos!

Att.

Marcelo Gasparin.

Tecnologia na educação beneficia a todos

Deixe um comentário

Tecnologia na educação beneficia a todos

Posted: 28 Apr 2015 05:00 AM PDT

Figura - Tecnologia na educação beneficia a todos

As diferenças entre uma criança dos anos 90 e uma dos anos 2000 é facilmente percebível. Por isso, a forma de lidar com os pequenos também precisa mudar. Não dá para querer aplicar as mesmas regras em gerações tão distintas. Principalmente quando se trata de educação. Hoje, meninas e meninos nascem com smartphonese tablets nas mãos. Como exigir que desliguem os aparelhos na sala de aula?

Ao sair deste modelo ultrapassado de educação e inserir estes novos dispositivos, é possível transformar cada aluno no promotor do seu próprio aprendizado e também incentivar a colaboração entre os estudantes. Desfazer esta sala de aula onde o professor é o centro da atenção e colocar um do lado do outro, para que possam se olhar e se auxiliar. Afinal, o melhor jeito de aprender é ensinando.

A escola também não pode limitar o aprendizado, fazendo com que os alunos pensem que só o que é passado pelo professor é importante. Todos podem aprender juntos e cabe aos educadores estimular a cooperação mutua, instigando o desenvolvimento de ideias próprias.

Essa interação possibilita que cada aluno caminhe no seu ritmo. Quem tem facilidade pode ampliar ainda mais seu conhecimento com o vasto conteúdo disponível na internet. Ninguém precisa brecar o aprendizado porque se destaca em determinado assunto. Cada um estuda no seu ritmo e todos se ajudam mutuamente, mostrando que todos têm alguma coisa para ensinar ao outro.

Também não dá mais para manter este modelo no qual as matérias são ensinadas separadamente. Exige-se dos jovens de hoje que sejam multidisciplinares e isso precisa ter início na sala de aula. Português também se aprende na aula de matemática. Afinal, os problemas não exigem a interpretação de texto? Assim como se pode ensinar biologia na aula de geografia, história com física e tantas outras combinações possíveis. Uma matéria não acaba quando começa a outra.

E além do conteúdo programático é preciso estimular e desenvolver habilidades: liderança, persuasão, oratória, proatividade, resiliência, entre outras. Essas não são qualidades básicas esperadas dos profissionais no mercado de trabalho? Então por que não começar na escola?

Para que tudo isso dê certo e traga bons resultados, todos os responsáveis pelo aprendizado, sejam gestores, coordenadores ou professores, precisam ter bem definido o que os alunos necessitam estudar em cada fase da vida escolar, quais as habilidades que devem ser desenvolvidas, os métodos utilizados para que isso aconteça e como avaliar. De nada adianta o uso da tecnologia se não estiver de acordo com o planejamento. As mudanças precisam estar alinhadas e bem estruturadas. Em alguns casos, o mais indicado será o uso do papel e do lápis, e em outros do computador ou do tablet.

Além disso, também é preciso capacitar os professores. A inserção da tecnologiano dia a dia escolar é muito mais fácil de ser assimilada pelos alunos, que nascem praticamente com estes equipamentos nas mãos. As mudanças são constantes e se destaca quem consegue se adaptar melhor ao novo. Por isso, é preciso parar de enxergar a tecnologia como um inimigo e entender que se utilizada da forma correta traz benefícios para todos: gestores da escola, professores e alunos.

A sociedade mudou muito nas últimas décadas, mas a escola não. O ensino ainda segue o mesmo modelo do século passado. Neste cenário, é possível perceber alunos cada vez mais desmotivados. É fato que a educação precisa se adaptar as novas necessidades e a tecnologia deve ser incluída para melhorar a experiência dos estudantes, garantindo que se sintam mais interessados e determinados a aprender.

The post Tecnologia na educação beneficia a todos appeared first on TI Especialistas.

—Att.
Marcelo Gasparin
(via iPad)

Older Entries

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.