Tecnologia na educação beneficia a todos

Deixe um comentário

Tecnologia na educação beneficia a todos

Posted: 28 Apr 2015 05:00 AM PDT

Figura - Tecnologia na educação beneficia a todos

As diferenças entre uma criança dos anos 90 e uma dos anos 2000 é facilmente percebível. Por isso, a forma de lidar com os pequenos também precisa mudar. Não dá para querer aplicar as mesmas regras em gerações tão distintas. Principalmente quando se trata de educação. Hoje, meninas e meninos nascem com smartphonese tablets nas mãos. Como exigir que desliguem os aparelhos na sala de aula?

Ao sair deste modelo ultrapassado de educação e inserir estes novos dispositivos, é possível transformar cada aluno no promotor do seu próprio aprendizado e também incentivar a colaboração entre os estudantes. Desfazer esta sala de aula onde o professor é o centro da atenção e colocar um do lado do outro, para que possam se olhar e se auxiliar. Afinal, o melhor jeito de aprender é ensinando.

A escola também não pode limitar o aprendizado, fazendo com que os alunos pensem que só o que é passado pelo professor é importante. Todos podem aprender juntos e cabe aos educadores estimular a cooperação mutua, instigando o desenvolvimento de ideias próprias.

Essa interação possibilita que cada aluno caminhe no seu ritmo. Quem tem facilidade pode ampliar ainda mais seu conhecimento com o vasto conteúdo disponível na internet. Ninguém precisa brecar o aprendizado porque se destaca em determinado assunto. Cada um estuda no seu ritmo e todos se ajudam mutuamente, mostrando que todos têm alguma coisa para ensinar ao outro.

Também não dá mais para manter este modelo no qual as matérias são ensinadas separadamente. Exige-se dos jovens de hoje que sejam multidisciplinares e isso precisa ter início na sala de aula. Português também se aprende na aula de matemática. Afinal, os problemas não exigem a interpretação de texto? Assim como se pode ensinar biologia na aula de geografia, história com física e tantas outras combinações possíveis. Uma matéria não acaba quando começa a outra.

E além do conteúdo programático é preciso estimular e desenvolver habilidades: liderança, persuasão, oratória, proatividade, resiliência, entre outras. Essas não são qualidades básicas esperadas dos profissionais no mercado de trabalho? Então por que não começar na escola?

Para que tudo isso dê certo e traga bons resultados, todos os responsáveis pelo aprendizado, sejam gestores, coordenadores ou professores, precisam ter bem definido o que os alunos necessitam estudar em cada fase da vida escolar, quais as habilidades que devem ser desenvolvidas, os métodos utilizados para que isso aconteça e como avaliar. De nada adianta o uso da tecnologia se não estiver de acordo com o planejamento. As mudanças precisam estar alinhadas e bem estruturadas. Em alguns casos, o mais indicado será o uso do papel e do lápis, e em outros do computador ou do tablet.

Além disso, também é preciso capacitar os professores. A inserção da tecnologiano dia a dia escolar é muito mais fácil de ser assimilada pelos alunos, que nascem praticamente com estes equipamentos nas mãos. As mudanças são constantes e se destaca quem consegue se adaptar melhor ao novo. Por isso, é preciso parar de enxergar a tecnologia como um inimigo e entender que se utilizada da forma correta traz benefícios para todos: gestores da escola, professores e alunos.

A sociedade mudou muito nas últimas décadas, mas a escola não. O ensino ainda segue o mesmo modelo do século passado. Neste cenário, é possível perceber alunos cada vez mais desmotivados. É fato que a educação precisa se adaptar as novas necessidades e a tecnologia deve ser incluída para melhorar a experiência dos estudantes, garantindo que se sintam mais interessados e determinados a aprender.

The post Tecnologia na educação beneficia a todos appeared first on TI Especialistas.

—Att.
Marcelo Gasparin
(via iPad)

6 e-books gratuitos para ajudar educadores

1 Comentário

Fonte: http://porvir.org/porfazer/como-explorar-potencial-da-tecnologia-na-educacao

O Porvir separou obras em português que apresentam caminhos para promover o uso eficiente dos recursos tecnológicos no ensino.

A tecnologia sozinha não faz nada. Quando o assunto é educação, provavelmente você já deve ter ouvido essa frase. Do que adiantam projeções, computadores, tablets e smartphones se a didática permanece a mesma? Para explorar estratégias que promovem um uso eficiente da tecnologia na educação, o Porvir separou uma lista de e-books gratuitos que apresentam diferentes alternativas para os educadores.

De acordo com a pesquisa TIC Kids Online 2013, realizada pelo Centro Regional de Estudos para o Desenvolvimento da Sociedade da Informação (CETIC.br), 77% das crianças e dos adolescentes brasileiros, com idades entre 9 e 17 anos, são usuários da internet. Entre os principais dispositivos utilizados por eles, estão o computador, notebook, celular, tablet e videogame. Trabalhando com esses recursos, os professores podem criar processos de aprendizagem mais colaborativos e alinhados com os interesses dos alunos.

foto2pCrédito: Eisenhans / Fotolia.com

Entre as publicações separas pelos Porvir, existem e-books que discutem a necessidade de inovar as práticas, o uso das tecnologias da informação e comunicação na educação, as aplicações da gamificação como um recurso motivacional e a integração das redes socais na rotina escolar. Todos os conteúdos estão disponíveis em português.

Confira as dicas de e-books gratuitos:

Por que os educadores precisam ir além do data show – E como fazer isso

Desenvolvido pela Geekie, startup de tecnologia na educação, o e-book discute caminhos possíveis para promover integração da tecnologia no ensino. A publicação traça um panorama da educação atual e aponta a necessidade de inovar as práticas, colocando o aluno no centro do conhecimento. Entre outros tópicos, ele menciona possiblidades com o uso da tecnologia nas escolas e indica cursos para os professores se capacitarem. O e-book é um dos materiais que podem ser encontrados no InfoGeekie, novo portal interativo da empresa, que reúne materiais interativos, vídeos e notícias.

Gamificação na educação

Com o objetivo de reunir conceitos, questionamentos e aplicações sobre a gamificação na educação, o e-book traz dez seções que foram escritas por diferentes especialistas na área. Publicado pela editora Pimenta Cultural, especializada na publicação de obras científicas que compartilham conteúdos livres, o material trata de temas como o recurso motivacional da gamificação, interface com ambientes de aprendizagem e os benefícios dessa estratégia no ensino a distância.

Tecnologias na escola – Como explorar o potencial das tecnologias de informação e comunicação na aprendizagem

Navegação, vídeo, som, blogs, redes sociais, jogos e simulações. Essas são algumas das possiblidades apresentadas na publicação, que pretende colaborar com educadores que desejam transformar as suas práticas. Com vários textos curtos, são apresentadas possiblidades de desenvolver atividades com os alunos que incorporam as tecnologias da informação e comunicação no processo de aprendizagem. O material é uma iniciativa do Instituto Claro e o Fronteiras do Pensamento.

Facebook para educadores

Escrito pelos especialistas em educação Linda Fogg Phillips, Derek Baird e BJ Fogg, o guia pretende ajudar professores a aproveitarem o potencial da rede social na educação. Com a possiblidade dos alunos apresentarem suas ideias e aprenderem de forma colaborativa, o Facebook pode ser um bom aliado do professor. O material está estruturado em torno de sete maneiras que os educadores podem utilizar para integrar essa ferramenta na rotina escolar.

Recriando a Educação – Transformando sistemas educacionais 

O material apresenta reflexões e experiências sobre os processos de inovação e transformação. Versão em português do livro Redesign Education, elaborado pelo GELP (Global Education Leaders’ Program), que reúne equipes de líderes mundiais de sistemas educacionais, ele foi lançado em português com a parceria da Fundação Telefônica Vivo. Entre os tópicos apresentados, está transformação da educação, a construção de um novo ecossistema de aprendizagem e escalabilidade.

Educação e tecnologia: parcerias 3.0

Com 12 capítulos, o e-book apresenta pesquisas sobre educação e tecnologia conduzidas em instituições públicas e privadas de todo o país. Organizado pela universidade Estácio, o material apresenta diversos temas como uso de Recursos Educacionais Abertos, didática na sala de aula virtual, redes de aprendizagem online e a utilização do computador por alunos e professores.

Ferramenta permite a criação de slides interativos

Deixe um comentário

Fonte: http://porvir.org/porcriar/ferramenta-permite-criacao-de-slides-interativos

Novo plugin do PowerPoint permite que educadores adicionem voz, vídeos e fotos para deixar apresentações mais dinâmicas

Toda ajuda é bem-vinda quando se trata de aumentar o engajamento dos alunos durante a aula. Dentre as ferramentas disponíveis para o educador, apresentações em slides são ainda bastante utilizadas. Pensando em ampliar as possibilidades desse recurso e estimular seu uso para o ensino híbrido e para inverter a sala de aula, a Microsoft lançou recentemente o Office Mix (clique aqui para baixar), um plugin (pequeno programa) que, adicionado ao PowerPoint, permite a interação com o conteúdo exibido, seja com voz, vídeos, fotos ou quizzes.

O professor pode, ao montar apresentação, gravar sua voz para guiar a aula, ou mesmo gravar um vídeo seu, além de colocar vídeos da internet e desenhar ou escrever nos slides ou por cima de imagens, como fotos ou mapas. Também é possível criar quizzes que estimulam a atenção dos estudantes ao longo da aula.

PowerPoint Educação ProfessoresCrédito: THPStock / Fotolia.com

Segundo Adriana Pettengill, gerente de programas educacionais da empresa, ferramentas como essa contribuem para melhorar o processo de ensino e aprendizagem, pois o professor pode usar o recurso tanto na sala de aula, quanto em ambientes virtuais. “O Office Mix permite realizar um trabalho interessante e interativo de sala de aula invertida. Assim, os alunos têm acesso ao conteúdo antes da aula e usam esse tempo para aprofundar debates e tirar dúvidas”, ressalta.

Ao adicionar perguntas e respostas à apresentação tradicional, o professor tem acesso a um relatório individual do aprendizado de cada aluno e, entre outras funcionalidades, descobre quanto tempo foi gasto em cada slide e se o estudante assistiu a aula até o final. “O educador consegue com o Analyticster uma visão geral de quem entendeu e quem tem dúvidas, assim sabe quais temas precisa aprofundar mais”, explica a gerente.

“Com atividades interativas, e não estáticas, o engajamento dos alunos é maior, eles se apropriam do conteúdo e fica mais fácil assimilar o que está sendo estudado”

Outro ponto que Pettengill destaca é a praticidade que isso agrega à rotina dos educadores, que podem usar a mesma aula ou apresentação em diferentes turmas e também retomar conteúdos. “Com atividades interativas, e não estáticas, o engajamento dos alunos é maior, eles se apropriam do conteúdo e fica mais fácil assimilar o que está sendo estudado”.

Os estudantes podem assistir a aula a partir de qualquer tipo de dispositivo e ela também pode ser exibida em classe, o que tira a necessidade do professor gravar sua voz ou vídeo. O plugin é gratuito.

Veja o vídeo, em inglês, de uma aula sobre pobreza que o Bill Gates preparou com o Office Mix: https://mix.office.com/watch/1otxpj7hz6kbx.

Fonte:

EzyGraphs

Deixe um comentário

AppZapp Notification