Confira tendências tecnológicas que já podem ser usadas nas escolas


Fonte: Shutterstock

A tecnologia conquista cada vez mais espaço no cotidiano e as escolas já sentem sua presença. No passado, quando as tecnologias ainda não eram muito desenvolvidas, eram excluídas do ambiente escolar. Hoje, seu avanço pode representar mudanças positivas para o aprendizado.

A inserção de tecnologias no ambiente escolar é importante para a geração de alunos que nasceu após o advento da internet. Os dispositivos eletrônicos fazem parte da vida dos alunos, que podem então auxiliar seu aprendizado. Aprender com base em livros, caneta e papel ainda é eficaz, mas ter a sensibilidade para perceber o interesse dos alunos nas tecnologias e como isso pode aprimorar as aulas também é importante.


Veja baixo como as tecnologias podem ser conciliadas aos estudos:


1. Aplicativos

Os recursos disponibilizados por smartphones são utilizados com frequência pelos alunos. Há aplicativos voltados para os estudos e organização diária, assim como aplicativos destinados exclusivamente a professores. O celular em sala de aula permite também que o aluno traga materiais complementares ou tire dúvidas com praticidade.


2. Cursos online

Os cursos online trazem praticidade aos alunos, que podem estudar direto de casa ou de onde estiverem. Conforme maior a idade dos alunos, maior é a vontade deles de utilizar esse recurso, pois podem conciliar as aulas com outras atividades. A procura por cursos online aumenta e algumas escolas já adotam o recurso com aulas online em determinados dias da semana.


3. Aulas de programação

Muitos alunos não se contentam em apenas saber utilizar os recursos tecnológicos que lhes são disponibilizados. Eles querem entender também o funcionamento deles para criarem novos recursos. O uso de tecnologias é tendência mundial e trazer aulas de programação pode direcionar carreiras para a área de Tecnologia da Informação ou Ciências da Computação.


4. Redes sociais

As redes sociais estão presentes no cotidiano dos alunos e podem ser utilizadas como suporte educacional. Criar grupos da sala de aula ou para debates no Facebook, por exemplo, concilia a natural utilização das redes sociais pelos alunos à continuidade do aprendizado fora da sala de aula. A interação entre os alunos pode desenvolver habilidades como criatividade e colaboração também.

Leia também:
» Professor como lidar com alunos difíceis
» Professor: como engajar os alunos mais desinteressados da sua classe
» Todas as notícias de Educação

Att.

Marcelo Gasparin
www.mgasparin.com

"A única maneira de fazer um excelente trabalho é amar o que você faz!" (Steve Jobs).